segunda-feira, janeiro 23, 2006

O que se perdeu

Pousada alguma da poeira de ontem, fiquei hoje a pensar ao longo do dia nos "resultados". Muito cruamente, parece que "perdi" em toda a linha. Temos Presidente em quem não votei, e Mário Soares (que apoiei) foi resvalando devagar nas sondagens, até se quedar, chegada a hora do ajuste, pelo pior dos lugares. Mas alguma coisa ganhei, e não foi pouco. Ganhei ainda mais admiração por um homem que, devesse ou não ter concorrido (nunca percebi a importância atribuída a essa decisão genética), não fugiu nunca e lutou quanto pôde por aquilo em que acreditava, via-se, do fundo das entranhas. E, perdendo, ganhou. Sinto-me honrado por não ter deixado de estar ao seu lado e ter podido aprender com o seu exemplo. Talvez sejam afirmações simples e fora de moda. Mas é o que agora sinto.